TODO HOMEM É NEURÓTICO,ESQUIZOFRÊNICO - OSHO

Todo homem é neurótico, esquizofrênico

O homem é neurótico. Não apenas alguns homens são neuróticos, mas a humanidade, ela toda, é neurótica. Não se trata de cura para umas tantas pessoas, é uma questão de curar a humanidade como tal. A neurose é a condição "normal" do homem, porque cada homem passa por um treinamento, por um condicionamento. Não lhe permitem ser apenas o que é. Tem de ser moldado por um padrão particular. Esse padrão cria a neurose. 

A sociedade lhe dá um padrão, um molde. Você é cultivado dentro de certo feitio e forma. Só um fragmento de teu ser tem permissão para se expressar, enquanto a parte remanescente é represada. Isso cria uma divisão, uma esquizofrenia. E a parte que é suprimida fica lutando para se expressar. 

Assim, todo homem é esquizofrênico, dividido... dividido contra si próprio, lutando contra si próprio. O homem, como tal, é esquizofrênico. Não pode estar à vontade, não pode ser calado, nem pode ser expansivo. O inferno está sempre ali. E, a não ser que você se tornes inteiro, não pode se livrar desse inferno. 

Algo tem que ser feito para desprender essa neurose, para aproximar suas partes divididas. O que não é expresso tem de ser expresso, e essa constante repressão do inconsciente pelo consciente tem de ser eliminada.

As velhas técnicas de meditação não levam tal coisa em consideração. Por isso fracassaram. As técnicas de meditação existem há muito tempo, têm sido conhecidas através da história, mas um Buda, um Jesus, um Mahavira, todos foram fracassos. Não quero dizer que eles próprios não compreenderam. Compreenderam, alcançaram sua própria iluminação, mas não puderam auxiliar a maior parte da humanidade a alcançar a iluminação. 

Por que a religião não foi mais do que um auxílio? A razão é esta: o homem foi tomado naturalmente, e as técnicas meditativas lhes foram ensinadas tal como ele é. Essas técnicas só podem ajudar até certo ponto; podem afetar apenas a superfície. A divisão interior permanece, nada pode ser feito para dissolvê-la. 

Há por exemplo, as técnicas do Zen..., a Meditação Transcendental do iogue Mahesh... e outras técnicas mais. Elas podem ajudar até certo ponto. Podem lhe acalmar, sua superfície torna-se mais tranquila. Mas nada acontece ao seu interior. Não pode acontecer! E, de certa forma, a calma superficial é perigosa, porque, mais cedo ou mais tarde, tornará a explodir. Basicamente, nada aconteceu. Você treinou sua mente consciente para um estado mais calmo. 

Você pode facilmente acalmar sua mente através de mantras, através do constante cantarolar, através de muitas coisas. Tudo quanto criar um tédio interior lhe ajudará a obter calma. Por exemplo, se você repetir constantemente Ram-Ram-Ram, essa repetição constante cria uma sonolência, um tédio, e sua mente começa a sentir sono. Você pode sentir essa sonolência como calma, com quietude, mas não é. Na verdade, isso é uma espécie de embrutecimento. Mas, pelo menos, você pode tolerar melhor a sua vida, por causa desse embrutecimento. Pelo menos, superficialmente você estará mais satisfeito. E as forças, as forças neuróticas,continuarão fervilhando em você, por dentro. Um belo dia elas explodirão e despedaçarão a superfície. 

Tais métodos são conciliatórios. Muito poucas são as pessoas que podem ser ajudadas através deles. E as que podem ser ajudadas através deles podem ser ajudadas por quaisquer outras técnicas. Mas tais pessoas são raras exceções, são os poucos afortunados que não são neuróticos. A maioria da humanidade não tem tanta sorte.

Por isso é que minha ênfase, de início, está em dissolver sua divisão interior, fazer-lhe um — uma unidade. A não ser que você seja um, nada pode ser feito. Assim, a primeira coisa está em dissolver a sua neurose.

Minha técnica é a da Meditação Dinâmica, que aceita a sua neurose tal como ela é, e tenta liberá-la. A técnica se inicia, basicamente, com uma catarse. Tudo o que está escondido deve ser liberado. Você não deve continuar reprimindo. Antes, escolhe a expressão como caminho. Não condene a si próprio. Aceite-se tal como é, porque a condenação apenas cria divisão. Do momento em que você aceita, vai além, porque a aceitação cria uma unidade, e quando você está unido interiormente, tem energia para ir além.

Quando você está dividido interiormente, sua energia está lutando consigo mesmo. Então, ela não pode ser usada para nenhuma transformação. Assim, deixe que haja uma aceitação do que você é. Tudo que você tem estado reprimindo até agora tem que ser liberado. E se você libera sua neurose conscientemente, dia virá em você chegará ao ponto em que já não é um neurótico.

Os que reprimem as suas neuroses tornam-se cada vez mais neuróticos, enquanto os que a manifestam conscientemente, livram-se dela. Assim, a não ser que você se torne "conscientemente insano" jamais poderá tornar-se são...

Você é insano, então tem que fazer algo a esse respeito. A velha tradição diz: "Reprima a sua insanidade. Não permita que ela se manifeste ou você começará a agir de forma insana", mas eu lhe digo: "Deixe que ela venha à tona, seja consciente dela. Essa é a única via para a sanidade".

Osho em, Meditação: a arte do êxtase

Fonte:http://pensarcompulsivo.blogspot.com.br/2014/11/todo-homem-e-neurotico-esquizofrenico.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VEGETARIANISMO - HISTÓRIAS COM OSHO

SEJA UM MESTRE DA SUA RESPIRAÇÃO - OSHO

A BELEZA DA MENTE - OSHO